• Felipe Watanabe

WIP/Processo de Produção - Central Perk



Tradicionalmente eu costumo fazer uma série de artes inéditas para cada CCXP. Em 2019 minha esposa "exigiu" que eu fizesse uma homenagem a sua série preferida, Friends (1994-2004) para levar como opção de print para a CCXP daquele ano.


Foi desafiador fazer uma arte que não tivesse nenhum dos personagens principais, mas sim uma série de easter eggs que ajudam a relembrar momentos marcantes. Desde o broche dado por Ross para a Rachel logo na primeira temporada, passando pelo batom "Ichiban", até a própria cafeteria "Central Perk". Quando eu me deparei com a ideia de fazer um "cenário" como elemento principal de uma arte para ser vendida em um evento, me lembrei dos tempos em que isso me traria uma tremenda dor de cabeça, já que perspectiva nem sempre foi um conceito simples e natural dentro do meu processo criativo. Isso foi mudando ao longo dos anos de prática, principalmente por conta dos quadrinhos, que sempre me forçaram a aprender cada vez mais os fundamentos de desenho, e é bem massa poder sentir essa "liberdade" de saber que desenhar cenários não é algo que me impede de realizar minhas ideias.


Saca só as etapas do processo criativo:


01 - LAYOUT

Na etapa do layout, é o momento onde registro de forma muito tosca e rápida, aquilo que tenho em mente como um caminho inicial para a composição. Aqui já fica evidente o posicionamento do observador da cena, quantos pontos de fuga, planos, e mais ou menos a linha de leitura da imagem. Tudo isso será repensado a partir da um olhar técnico que vem na etapa seguinte.


Central Perk - Layout






















02 - DESENHO

Uma vez colocada a ideia inicial no papel, é hora de refinar aquilo que foi pré-estabelecido, aplicando os fundamentos do desenho. Nessa etapa a perspectiva é definida para que a gente possa entender melhor a relação entre o observador e toda a estrutura do cenário, como objetos, personagens, etc. A linha de leitura é redefinida, posicionando os elementos principais dentro área útil de trabalho. Isso e mais uma série de outras questões fundamentais são "definidas" nessa etapa, para que a nossa atenção fique totalmente focada na próxima etapa, o tratamento gráfico.


Central Perk - Desenho
























03 - Arte-Final/Lineart

Agora é o momento onde direcionamos nossa atenção para a definição das estruturas sugeridas na etapa anterior. Aqui é o momento onde o tratamento gráfico que escolhemos para "definir" nosso desenho começa a ser aplicado. Nesse caso específico, escolhi trabalhar com uma arte-final tradicional, usando de linhas, manchas pretas, e algumas hachuras, para separar melhor os planos, sugerir o volume dos objetos e personagens, tudo isso levando em consideração um dos conceitos fundamentais mais importante, o contraste.


Central Perk - Arte-Final/Lineart
























04 - Cores/Finalização

Finalmente é o momento de preencher a lineart com cores que vão ajudar a contar melhor a história da nossa composição. Como esse cenário é cheio de cores, por isso decidi fazer uma lineart que deixasse espaço para que as cores pudesse ter sua relevância também. Dessa forma respeitei as cores originais da série, e realcei a iluminação já pré-definida na arte-final/lineart, fazendo com que a linha de leitura fique ainda mais clara, e o ponto-focal da imagem ganhe seu devido destaque.

























A ideia desse post é mostrar um pouco do meu processo criativo. Processo esse que sempre muda, se adapta a necessidade do momento, e por isso mesmo, tudo isso aqui deve ser levado apenas como um ponto de vista, dentre tantos possíveis. =)


Material Utilizado:

/Clipstudio Paint

/Huion Kamvas Pro 22


Qualquer coisa, comentem aqui.

Até a próxima,

copyright 2020 © Felipe Watanabe - todos os direitos reservados

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle